Home / Quais Os Tipos De Armazenamento…

Quais Os Tipos De Armazenamento Ideais Para O Agronegócio?

A confederação nacional da agricultura e pecuária (CNA) divulgou um relatório de balanço do setor apontando um recorde. De janeiro a outubro de 2021 o agronegócio brasileiro movimentou US$ 102,4 bilhões em exportações. Nesse sentido, pensar nos tipos de armazenamento ideais para o ramo é essencial. 

A armazenagem feita de forma correta e com qualidade garante menos perdas e aumenta a lucratividade dos produtores. 

Por isso, saiba mais sobre o assunto e confira: 

  • diferença entre estoque e armazenagem na Agricultura;
  • a importância da armazenamento no agronegócio;
  • tipos de armazenamento utilizados no agronegócio;
  • tipos de armazenamento existentes no mercado.

Diferença entre estoque e armazenagem na Agricultura

Apesar dos termos “estoque” e “armazenagem” estarem muito presentes na rotina logística e parecerem ser sinônimos, eles possuem grandes diferenças. 

Quando nos referimos ao estoque, estamos falando sobre itens que estão guardados. O termo se refere à guarda permanente ou temporária das matérias-primas ou produtos semiacabados, em alguns casos o processo engloba as mercadorias prontas para o consumo. Esse conceito está presente em diversas atividades, desde a indústria até lojas de varejo. 

Enquanto isso, a armazenagem é um conceito mais amplo, que inclusive engloba a estocagem. Além disso, também compreende os processos logísticos ligados à distribuição de mercadorias, fluxo de produtos, equipamentos, embalagens, retirada de itens, expedição de produtos e também as tecnologias utilizadas para guiar todo o procedimento.

Assim, quando falamos em armazenamento ou armazenagem, estamos nos referindo a todas operações necessárias para transportar, estocar e suprir lojas, fábricas e o cliente final. 

A importância da armazenamento no agronegócio

O agronegócio é um dos pilares para a economia brasileira. Depois de alcançar crescimento recorde em 2020, o Produto Interno Bruto (PIB) do agronegócio teve alta de 5,35% no primeiro trimestre de 2021, segundo a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). 

Por isso, o processo de armazenagem envolve desde o levantamento até a distribuição de suprimentos e produtos, por isso, ele é pensando com os seguintes objetivos: 

  • evitar perdas;
  • aumentar capacidade de produção;
  • tornar a cadeia produtiva mais eficiente; 
  • fomentar a competitividade do crescimento no mercado. 

Considerar entre os diferentes tipos de armazenamento, o mais completo, garante a qualidade e lucratividade do setor.

Tipos de armazenamento utilizados no agronegócio

A armazenagem está dividida em quatro tipos, cada um sendo utilizado para tipos de produção específicas: 

  • armazenagem a granel: estruturas cuja a carga se encontra de forma solta, utilizada em grãos como soja, milho, trigo e sorgo; 
  • silos: unidades compostas de compartimentos vedados que permite o controle de qualidade e das características físicas, bioquímicas, biológicas dos produtos. Essa estrutura pode ser construída com diferentes materiais, como metal, alvenaria, madeira, fibra de vibro e mais; 
  • armazéns convencionais: unidades armazenadoras onde as matérias-primas, produtos semiacabados ou acabados são guardados;
  • galpões flexíveis: A Tópico, empresa líder no segmento, oferece estruturas modulares, revestidas em lona ou zinco e que se apresentam como uma alternativa mais barata e prática do que os armazéns tradicionais de alvenaria. Com o galpão flexível é possível ampliar a capacidade de armazenagem com rapidez e agilidade, sem impactar na demanda. Além disso, esse tipo de solução garante a manutenção dos produtos promovendo um ambiente seco e sem umidade, com o conforto térmico adequado, piso nivelado e ventilação para liberação de substâncias que o fertilizante emite, como CO2 e CO. 

Tipos de armazenamento existentes no mercado

Existem alguns tipos de armazenamento disponíveis no mercado como:

  • armazenagem própria: é aquela em que a sua empresa arca com os custos da construção e manutenção dos armazéns e faz toda a gestão do que fica estocado. É importante destacar que o espaço físico não precisa ser necessariamente anexo a empresa para ser considerado próprio; 
  • armazenagem terceirizada: nesse contexto a empresa terceirizada, especialista na área, faz todo o gerenciamento do processo de armazenagem; 
  • armazenagem contratada: a sua empresa pode contar com a locação de galpões e otimizar o espaço, contratando o sob a demanda necessária de cada momento do ano.

Sobre a armazenagem contratada, você pode se beneficiar de todas as vantagens que um galpão flexível possui em relação aos tradicionais armazéns de alvenaria, como a redução de custos, facilidade e agilidade na instalação e um layout 100% flexível. 
Para isso, confira as soluções da Tópico, líder no segmento de infraestrutura flexível para armazenagem e que possui soluções personalizadas para atender a sua demanda. Faça já o seu orçamento e se beneficie de todas as vantagens desse tipo de armazenamento.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Blog

Relatório de Atividades da Tópico: sustentabilidade precisa fazer parte da…

Diante de tantas mudanças ambientais, comportamentais e sociais nos últimos meses,

Os desafios vencidos pelo time comercial no maior Projeto Delta…

Entregue no primeiro semestre de 2020, este Projeto Delta desenvolvido para

Receba nossa newsletter