Home / VOCÊ SABE O QUE É…

VOCÊ SABE O QUE É INFRAESTRUTURA FLEXÍVEL?

Em um mercado dinâmico e cheio de desafios, falar de soluções em armazenagem se torna muito mais complexo do que simplesmente encontrar uma modalidade de construção. Seja alvenaria, inflável ou uma estrutura metálica (lonada ou de zinco), o que o cliente precisa hoje em dia é muito mais do que um galpão, mas um tipo de infraestrutura que realmente supra suas necessidades, de forma inteligente e pelo melhor custo-benefício.

Foi assim que nasceu o conceito de Infraestrutura Flexível, um termo que se refere ao conjunto de soluções em estrutura modular para cobertura e armazenagem. Essa definição, ainda superficial, omite algumas informações importantes, como, por exemplo, o fato dessas soluções se adequarem rapidamente à necessidade do cliente em cada momento. Esta característica é especialmente relevante em um contexto marcado por transformações cada vez mais velozes.

Outra característica que acaba passando despercebida em definições simplistas é a diversidade de aplicações possíveis para essas estruturas. Isso significa que elas podem ser utilizadas para finalidades variadas, desde armazenagem de matéria prima, até estoque do produto final, em diversos tipos de negócio.

Popularmente, as soluções em infraestrutura flexível são chamadas pelos nomes mais variados. Entre os termos mais utilizados estão: galpão de lona, galpão metálico, tenda piramidal, cobertura metálica, barracão, entre outros.

O denominador comum entre estas soluções é exatamente a flexibilidade. Isso porque este tipo de estrutura é um diferencial competitivo para diversos segmentos do agronegócio e da indústria que se caracterizam pelo dinamismo do mercado ou sazonalidade. A partir da flexibilidade e agilidade proporcionada por esse tipo de galpão modular, essas empresas adaptam o espaço e o custo de suas operações de forma mais estratégica e alinhada com o momento do mercado.

Essa flexibilidade se dá graças aos atributos físicos dessa solução, caracterizada pela estrutura metálica galvanizada a fogo e acabamento em perfil de alumínio, podendo ser coberta tanto em lona vinílica, quanto em chapas de zinco. Uma vez que são construídas de forma modular, é possível ter uma cobertura de acordo com a necessidade do cliente, além da possibilidade de aumentar ou diminuir rapidamente de acordo com a demanda.

Historicamente, a infraestrutura flexível foi preterida em relação às estruturas em alvenaria. Mas, vale dizer, os espaços para armazenamento fixos tornam-se cada vez mais obsoletos em um contexto mercadológico e econômico cada vez mais competitivo e dinâmico. Por isso, nas últimas décadas vemos uma popularização cada vez maior das estruturas modulares.

Líder e pioneira no mercado.

A principal responsável pela consolidação do segmento de infraestrutura flexível é a Tópico. Com 40 anos de experiência e dona de 65% do mercado de armazenagem em estrutura metálica lonada ou de zinco, a empresa atende aos mais diversos setores com as melhores alternativas em infraestrutura flexível.

Seja para indústria ou para o agronegócio, a Tópico possui o know-how e a solução que você procura para melhorar suas operações com o melhor custo-benefício em infraestrutura.

Precisa otimizar os custos e de soluções que permitam ampliar ou reduzir suas operações de forma mais ágil e menos burocrática? Entre em contato com a Tópico.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Blog

Leonardo Campos ministra curso sobre inovação sustentável na UFMS

Em novembro aconteceu, na Universidade Federal da Mato Grosso do Sul

Mesmo diante de projeções otimistas, segmento de fertilizante se mantém…

Ao que tudo indica, as boas expectativas de comercialização de fertilizantes

Indústria de alimentos: construir armazém ou alugar galpão pré-moldado?

Como devo armazenar a minha produção neste atual cenário da indústria

Receba nossa newsletter