Blog

Home / INFRAESTRUTURA FLEXÍVEL NO SETOR SUCROALCOOLEIRO

INFRAESTRUTURA FLEXÍVEL NO SETOR SUCROALCOOLEIRO

Por serem instalados num prazo de 15 a 30 dias, os galpões modulares e flexíveis conseguem atender rapidamente à necessidade dos produtores, que precisam lidar com mudanças no preço de commodities, sazonalidades de safra e estratégias de armazenagem para venda futura. As estruturas são moduladas de acordo com a necessidade do cliente e conservam a integridade do produto até o escoamento.

“As usinas precisam de pronto atendimento e temos a opção ideal: somos rápidos, atendemos os requisitos de qualidade e oferecemos a flexibilidade que permite aos fornecedores lidar melhor com as incertezas do mercado. Nossas estruturas podem ter o layout dimensionado de acordo com a demanda e volume”, pontua o Diretor Comercial, Sergio Gallucci Parisi.

Os galpões flexíveis são feitos em aço e lona importada de alta durabilidade. Também há soluções revestidas de zinco. A estrutura garante melhor conforto térmico, menor concentração e condensação de gases tóxicos e permite a realização de estocagem no modelo first in/first out. Tem maior capacidade de armazenamento, melhora na produtividade e flexibilidade para alterar a configuração depois de instalado, além de não utilizar energia elétrica e entregar melhor retorno financeiro e menor custo total de aquisição.

A Tópico atua no mercado sucroalcooleiro em parceria com grandes companhias do setor, como a Tereos Internacional e a Zilor.

 

Blog

GALPÃO METÁLICO OU DE ALVENARIA: QUAL É O MELHOR INVESTIMENTO?

Em um mercado cada vez mais competitivo e sem margem para

O E-COMMERCE PRECISA SE INSERIR NO UNIVERSO DA INFRAESTRUTURA FLEXÍVEL

Um mercado que vai faturar cerca de  R$ 80 bilhões em

COMO SUPERAR OS DESAFIOS LOGÍSTICOS UTILIZANDO INFRAESTRUTURA FLEXÍVEL?

Seja em um Centro de Distribuição, um Operador Logístico ou uma

Receba nossa newsletter