Home / O que os galpões flexíveis…

O que os galpões flexíveis podem fazer pela indústria automobilística?

Um dos setores que mais convive com as incertezas provocadas pela crise é a indústria automobilística. Montadoras paralisam a produção, outras retomam, as vendas oscilam entre um mês e outro e surge a questão: 

Como a indústria automotiva no Brasil deve armazenar as peças da linha de montagem e a produção de veículos em um ambiente ainda incerto? 

Neste artigo, vamos mostrar que os galpões flexíveis são a melhor alternativa, seja em situações críticas como em períodos de mercado agitado. Como, com agilidade, a armazenagem das peças da linha de montagem e da produção de veículos pode ser sustentável e econômica para a indústria automotiva. 

Mas, antes, vamos traçar o perfil de como está e quais são as perspectivas da indústria automobilística no país neste momento turbulento. De acordo com a Federação Nacional de Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave):

  • A comercialização de veículos novos registrou crescimento de 113,6% em junho em comparação com maio
  • Um total de 132,8 mil unidades foram emplacadas, considerando veículos leves e pesados

No entanto, você precisa levar em consideração alguns números:

  • Comparando com o mesmo período no ano passado, o mês de junho apresentou uma queda de 40,5%
  • No primeiro semestre, foram 808,8 mil veículos licenciados, um decréscimo de 38,2% sobre o mesmo período de 2019

Os índices, que oscilam, pedem cautela em meio a incerteza do futuro próximo. Mesmo assim, sem saber o que reserva os próximos meses para o segmento, fábricas das montadoras da indústria automobilística no país como Caoa, Honda, Nissan, PSA e Toyota voltaram a produzir após um período de parada por conta da pandemia.

Tudo isso, inspira três perguntas:

  1. Com a instabilidade das políticas de isolamento social, as pessoas vão comprar veículos nos próximos meses?
  2. Qual o impacto disso na produção das montadoras da indústria automotiva? 
  3. Quem voltou a produzir, vai precisar de maior capacidade de armazenamento em caso de aumento o retração nas vendas?

Este artigo vai mostrar tudo o que você, que atua ou tem interesse pela indústria automotiva, precisa saber ou ter que decidir qual melhor forma de armazenar a produção de veículos neste cenário incerto. Veja:

1- Onde e como armazenar a produção de veículos;

2- Qual a melhor solução? Construir um armazém ou alugar galpão flexível?

3- Os benefícios operacionais de alugar um galpão flexível;

4- As vantagens econômicas de alugar galpão flexível.

COMO INDÚSTRIA AUTOMOBILÍSTICA PODE ARMAZENAR A PRODUÇÃO DE VEÍCULOS?

São três as principais opções que as montadoras da indústria automotiva podem utilizar para a armazenagem veículos:

Galpão em alvenaria

Exigem alto custo de implantação, projeto pesado de engenharia, necessidade de fundações para a construção do galpão e demora na concretização, além de muita burocracia.  A construção de um galpão de alvenaria pode chegar a R$ 2 mil por metro quadrado;

Armazenagem externa

Contratar armazéns terceiros, além de ser um investimento alto, traz como despesa adicional relevante o frete para o deslocamento logístico da carga;

Galpão flexível

O galpão pré-moldado, também conhecido como galpão modular, é uma infraestrutura flexível que pode ficar 100% pronta em apenas duas semanas, ou seja, é uma opção ágil, bastante prática e de muita flexibilidade. Você monta, desmonta, aumenta ou reduz o galpão para atender a armazenagem da produção alimentícia quantas vezes precisar. 

POR QUE A O GALPÃO FLEXÍVEL É A MELHOR SOLUÇÃO PARA A INDÚSTRIA AUTOMOTIVA

Dentre as opções apresentadas no tópico anterior, o galpão flexível é a solução que otimiza e torna mais eficiente a armazenagem de peças da linha de montagem e da produção de veículos da indústria automobilística.

Isso porque, devido ao cenário incerto, a indústria automotiva tem utilizado o galpão  flexível para a diminuição dos custos de armazenagem, principalmente por utilizar peças da linha de montagem na produção de veículos provenientes do mercado externo. 

Como os pedidos são feitos com antecedência e já estão em em andamento quando há uma parada brusca de produção, como no caso da crise gerada pelo novo coronavírus, os componentes precisam ser armazenados.

Em casos como estes, os galpões permitem uma maior flexibilidade,  pois, por serem modulares e ágeis, diminuem o custo tanto da armazenagem, evitando possíveis taxas extras e multas com o armazenamento externo de contêineres em portos, por exemplo.

E como são e quais as funcionalidades dos galpões flexíveis?

Os galpões flexíveis são compostos de estrutura metálica e lona tensionada (há também soluções revestidas de zinco) e permitem que se escolha o layout de acordo com a necessidade de armazenagem de autopeças e veículos da indústria automobilística. 

Compare, por exemplo, o que acontece quando:

1. Constrói armazém em alvenaria para armazenar peças da linha de montagem e a produção de veículos

  • Uma construção de alvenaria com mil m² gasta, em média, para ficar pronta, cerca de quatro meses, levando em conta procedimentos como aprovações, licenças e inspeções;
  • A alvenaria é complexa e demanda altos investimentos e custos de manutenção;
  • os gastos com alvenaria são classificados como Capex (Capital Expenditure), ou seja, custo fixo.

2. Alugar galpão pré-moldado para armazenar peças da linha de montagem e a produção de veículos

  • Um galpão pré-moldado para alugar com mil m² gasta é montado em, no máximo, dez dias para armazenar sua produção alimentícia com rapidez e segurança; 
  • Um galpão pré-moldado permite que se altere o layout de acordo com a necessidade, por conta de sua modularidade, evitando que a empresa fique com o ativo ocioso;
  • O galpão pré-moldado de lona tensionada ou zinco é considerado como Opex (Operational Expenditure), uma despesa mensal;
  • A lona tensionada e o revestimento de zinco utilizados na infraestrutura flexível do galpão pré-moldado garantem melhor conforto térmico, menor concentração e condensação de gases tóxicos e permite a realização da estocagem da produção alimentícia no modelo FIFO (first in/first out);
  • O galpão pré-moldado é coberto por uma membrana (lona) antichamas com durabilidade de até 40 anos;
  • Alugar um galpão pré-moldado de lona tensionada ou zinco é sinônimo de economia no uso de água, eletricidade, equipamentos e terraplanagem;
  • As soluções de galpão pré-moldado de lona tensionada ou zinco se adaptam a qualquer tipo de piso e são obras limpas, não gerando entulho e a necessidade de descarte.

QUAL A MAIOR E MELHOR OPÇÃO PARA LOCAÇÃO DE GALPÕES PRÉ-MOLDADOS?

No Brasil, quem lidera o segmento é a Tópico. Com mais de 40 anos de atuação, a empresa especializada em infraestruturas flexíveis é responsável por 65% do market share (participação no mercado) do setor de galpão flexível de lona tensionada ou revestimento de zinco para cobertura e armazenagem.

A Tópico tem mais de 2,5 milhões de m² instalados e contabiliza mais de 800 empresas em carteira dos mais diversos setores, como agronegócio, empresas de logística, infraestrutura e serviços em geral.

Conta também com fábrica própria e centros de distribuição localizados em Embu das Artes, São Paulo, a Tópico também possui filiais estratégicas pelo País: em São Paulo (capital), Contagem (MG), Simões Filho (BA) e Parauapebas (PA). 

CASES DE SUCESSO DE GALPÕES FLEXÍVEIS NA INDÚSTRIA AUTOMOBILÍSTICA

Cerca de 30% da carteira de negócios da Tópico é voltada à indústria automobilística. Nos últimos meses, a empresa atendeu dois clientes da indústria automotiva:

  • Após uma negociação rápida, a Tópico implantou aproximadamente 30 mil m² de infraestrutura flexível para atender as demandas de uma grande empresa da indústria automobilística em Minas Gerais, impactada pelas paralisações da produção em virtude da pandemia.
  • Outro cliente chave da indústria automotiva está utilizando soluções da Tópico de forma emergencial devido às taxações extras por liberação de contêineres. Foram 25 dias, sendo 12 dias para a instalação da estrutura, do início da negociação até a entrega efetiva, com mais de 5.000 m² construídos.

São exemplos de que as soluções de galpões flexíveis da Tópico são práticas, rápidas e com custos mais acessíveis, comparados com a infraestrutura tradicional, como já mostrado neste artigo. Fazendo a armazenagem na própria planta, a indústria automobilística evita a burocracia, fretes extras e custos com segurança particular, por exemplo. 

Além disso, a rapidez em ter todos os componentes armazenados na planta gera economia e segurança, pois não depende de uma programação logística complicada para a chegada das peças na linha de produção.

QUAL A SOLUÇÃO IDEAL DE GALPÃO PRÉ-MOLDADO?

Inovadora, a Tópico disponibiliza ao agronegócio da cana-de-açúcar um aplicativo no Google Play e na Apple Store que te permite, de forma rápida e assertiva, entender qual a solução do catálogo Tópico perfeita para a sua necessidade. O aplicativo também traz conteúdos sobre armazenagem, o show room dos galpões e projetos executados pela empresa e permite a abertura de chamado técnico para manutenção.

Quer saber mais sobre as soluções de galpão pré-moldado da Tópico? Acesse https://topico.com.br/contato/ ou ligue 0800 120 1200 e faça um orçamento. 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Blog

POR QUE A INFRAESTRUTURA FLEXÍVEL É O FUTURO DA ARMAZENAGEM?

O dinamismo e a competitividade do mercado desafiam as empresas de

Leonardo Campos ministra curso sobre inovação sustentável na UFMS

Em novembro aconteceu, na Universidade Federal da Mato Grosso do Sul

Pela primeira vez, Tópico realiza workshop comercial de forma virtual

Os workshops comerciais da Tópico ganharam um novo formato nesta última

Receba nossa newsletter